quinta-feira, 19 de junho de 2014

Nada além do nada

Hoje é feriado
e estou muito ocupado
nada pra fazer ali
nada pra fazer aqui
Quero apenas algo simples
quero apenas algo comum
então vou andando sem rumo
pra chegar em lugar nenhum
Quero graça, quero calma
quero diversão, assim paradão
sem buscar, nem ter que ligar
só quero deitar e esperar passar.
Talvez sair pra comer...
talvez só queira uma mão
mas acho que estou aqui deitado
apenas enchendo o coração.
Parece que me tiraram dali
parece que foi avulso
botando a cumpa em si
sem aumentar o pulso
O vento é minha agitação
quero muito sentir novamente
bater o meu coração
na minha mente.