quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Você me faz tão bem

Eu não preciso mais de lei
Descobri outra vida
No esclarecimento, cheguei
Não haverá mais partida
Não preciso comer
Nem descansar
Se tiver que dormir, penso em você
Sonho de uma vez e com um palpite do coração
Eu desmaio
E em ti, encontrarei o resto que faltava
Pra não precisar de mais nada
A vida vai me levar sem freio
E eu não vou pedir arrego
Agora, eu sou mais que eu
Eu era uma linha e agora sou teu vestido
Eu era uma corda e agora sou teu violão
Eu era uma palavra e agora sou teu livro
Eu era uma lembrança e agora sou o que te faz rir
Eu era uma criança e já sou teu marido
Eu era um raio de sol e já sou o amanhecer
Eu era um canto sozinho e agora sou um coro
Eu era perdido e agora sou teu
Eu não sei se era isso, mas tu me faz tão bem
Que eu era medroso e agora
Te dou meu coração