quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Quero

Meu peito palpita quando te vejo de perto
As cores da vida já estão confusas
Meus pensamentos já não conseguem ter paz
Os nossos corpos vivem em estado tenaz
Dançam um amor lerdo
Sentem paixão difusa

Se eu acordo cedo, tu me amanheceu
Quando quero voltar a dormir
É melhor desmaiar
Quando fico parado por aqui
Não consigo relaxar
Pensando no beijo que tu me deu

E meu espírito já foi de romântico a louco
Tu tá lá no meu violão
Tu é meu paraíso na minha mente
Tu é mais do que simples gente
Tu não tens nada de pouco
Tu conquistou meu coração

E eu rezo pra tu voltar
Pra gente saciar nossa sede
E nos entregarmos à efemeridade de uma paixão
Vou na tua casa, bater no teu portão
Eu quero muito te amar
No aberto ou em quatro paredes