terça-feira, 10 de dezembro de 2013

O que?

Visto minha roupa pelo avesso
Troco o açúcar do meu café por sal
Desperdiço a cafeína 
Esqueço minhas chaves
Tropeço nas rachaduras de uma rua
Perco meu ônibus, perco a parada
Não ouço, não falo
Observo as pessoas indo e vindo 
Procuro as palavras para a conclusão de um antigo poema
Perco também
A ponto de nada fazer mais sentido
Nem o poema
Nem o que eu penso
Nem o que eu acabei de esquecer.