sábado, 28 de setembro de 2013

Meu impasse

De que adianta?
Eu recito pra tu, tu te encanta
Mas sei que se forçar, tu te espanta
Vai embora e nunca mais voltar
E tudo em minha volta, triste se fará
Não te aguento a me olhar de relance
Não te aguento me depositando esperanças
Que me deixam em loucura, com mais desconfiança
De que, um dia, entre nós, haverá um romance