sábado, 11 de outubro de 2014

Adeus

Meu amor.
Você, que sempre me lê.
Você, pra quem escrevi.
Venho aqui te dizer
Que depois desta carta, parti.
Não parti meu coração, como sempre diria.
Não parti nossas vidas.
Parti em busca de mim mesmo
E nessa jornada, eu me revelo.
Sem máscaras, sem querer me disfarçar.
Sem vergonha do que estou aqui pra mostrar.
Eu parti para nunca mais voltar.
Antes de ir, eu já me descobri.
Eu sou o que sou,
Eu sou mesmo assim.
E assim viverei, sem mais me esconder.
No more hiding.
Eu parti pra ser quem eu sou
E não importa mais o nome que me deram,
A história que me atribuíram,
Os sentimentos que só eu tinha.
Não é que nada disso fosse real,
Mas era uma parte de mim
Que até eu mesmo considerava separada de quem realmente sou.
Mas hoje, eu declaro um casamento.
Duas partes, não mais distintas.
Hoje declaro que sou um só,
Com duas histórias e dois corações.
Corações que, sem dúvida, são teus.

Depois de tanta declaração,
Meu último adeus.