sábado, 5 de abril de 2014

Senhora e Senhor

É possível fazer mais
Fazer mais do que já não se faz
Tirar do coronel o capataz
Mostrar que o trabalhador também é capaz
E não pelo que mostra o cartaz
Que quer nos enganar com os "avanços"
Ninguém aqui é mais boi manso
Esses tempos de gado e boiada já se foram
Aqui se pede e se preza o desenvolvimento
E quem carrega o cimento
Deve ser bem respeitado
Quem chama a atenção pros problemas
É porque tá tudo acabado
Senhora vem me falar de garantir futuro
Senhor diz que precisamos melhorar
Todos dizem que somos capazes
E a situação completa irá melhorar
Mas o que se vê é o oposto
Senhora no poder
Ajuda a manter
A figura do conjunto que engana
Que faz curvas
Mandando à esquerda e à direita
Fazendo as insensatas decisões
Atrasando gerações
E Senhor
Tem a sorte de pegar um trem andando
Toma a carona e diz que tá tudo bem
Mas não vive ele no submundo
Com essas imagens de além
Que temos ao lado
Aqui bem nos nossos vizinhos
Nas nossas crianças
Camuflado pra ninguém ver
Mas à mostra pra saberem que existe
Senhor e Senhora que não fazem por merecer
O dinheiro que colocam no bolso do país
Ou nos seus próprios bolsos...
Senhor e Senhora
Que governam sem dor
E sem hora
Para fazê-la findar
E a dificuldade nunca vai acabar
Não adianta ter uma bela economia
Se a política é um mar de hiprocrisia