terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Ser humano: como ser?

     Olhe para o lado e repare bem no que se passa. A verdade é que levamos a vida como uma farsa. Sempre dizemos que estaremos lá e nunca pediremos nada em troca. Bom mesmo é o ser humano que não pede. Mas, ao olhar de outros, este é apenas um inocente. Um tolo que não sabe de que se trata a vida. E os que se acham mais espertos vão vivendo por aí, se achando fortes. Não colocam nada a perder pra ninguém. Não se doam por ninguém. São tipos assim que nunca estarão lá para alguém se não estiverem lá por eles também. Muitos de nós achamos que tudo é uma troca imediata nesta vida. Achamos que aqui mesmo, neste aprendizado é que se faz e se paga. A verdade, é que nossas vidas são maiores que isso. Somos eternos, cada um de nós. Até o dia que nos resolvermos ou nos amaldiçoarmos. O caminho até a plena felicidade é árduo, mas resulta na paz. O que nos falta é sensibilidade. Pregamos amor sem sabermos amar. Fazemos nossos dramas por dores e solidão. Sim, tudo isso é plenamente normal. Somos seres humanos. Fracos, dependentes, assustados. Mas também somos melhores, e falta abrirmos os olhos para perceber. Somos tudo o que há de ruim acontecendo, mas temos plena capacidade de sermos o melhor que o mundo já viu. Nos limitamos. Nós fechamos, todos os dias, nossos próprios olhos para não encarar a verdade, e esta é que a felicidade depende da melhora e esta gera o amor.