sábado, 26 de outubro de 2013

Exames

Estou dando dedo para tudo isso.
Exageros pequenos para grandes frustrações.
Desnecessárias, já que coletivas, e efêmeras.
E sei que ainda resta a arte, se nada der certo.
E nada vai dar certo. Não da cor imaginada.
Subtrair tal desespero de minha linda existência.