terça-feira, 24 de setembro de 2013

Prima Vera

É 23, começa a prima
Depois dela, todos verão
Raios solares são obras-primas
Mas como a Vera, nenhum deles é não
Minha prima que faz reviver
Transforma os campos, deserto e sertão
Plantas e flores vão renascer
Traz amores em seu coração
De certo, é errado, mas vou te dizer
Deixe minha prima andar com você
Se surpreenda com as vozes cantar
Vera, linda, Volátil no ar
Quem me dera ela nunca mais acabar