segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Desse jeito

Não negarei o quão gostoso é me sentir contigo
E estar contigo
E cantar contigo
Mas, às vezes, parece que há algo suspeito
Nos encantamos e esquecemos o mundo ao nosso redor
Mas quando entramos na música, há faíscas
Em cada olhar que soltamos um para o outro
E isso é bem perceptível para quem está de fora
Claro. Claro que quando nos olhamos
Fica a dúvida no ar
Não sei se te amo ou te namoro
Mas sei que nossa condição é fora da lei
Nossa farra é livre de maldades
Mas não é nada cheia de paz
Se ao menos nossos corpos pudessem alcançá-la...
A confusão que empurra é a mesma que confunde
E a solidão não me consola
Me faz clamar
E só saber que nunca soube de nada
A não ser o fato de que quero você
Mesmo sem ninguém podendo saber
Mas acho que teremos que deixar pra depois
Desse jeito, vão saber de nós dois