quarta-feira, 31 de julho de 2013

Relatos de um amor

Chegaste e já de longe me trouxeste lembranças de uma admiração passada.
Mas com o tempo, apenas o medo tomava conta de mim às suas proximidades.
Por uma situação ou outra, fomos nos aproximando
E aprendi a deixar o medo ou a vergonha de lado.
Nos tornamos grandes amigos.
Talvez até irmãos.
Como nada é perfeito, fomos caindo,
Nos deixando levar um pelo outro,
Nos deixando convencer pelas pessoas
E pela paixão.
Daí, nenhum de nós era mais o mesmo.
Decidimos coisas e construímos um futuro brilhante em nossos sonhos.
Nos amaríamos até não poder mais e aí
Nos amaríamos um pouco mais.
Só que em algum momento,
Esquecemos de viver o presente.
Enquanto você sempre se encontrava ausente,
Eu fazia o possível pra te ouvir mas não grudar demais
E acabei errando em tudo.
Nunca fui suficiente em nenhum dos pontos.
Passou o tempo e continuei como um mero tolo ingênuo.
Como sempre, nada foi suficiente pra consertar as coisas
E acabei sendo deixado aos prantos outra vez.