sábado, 29 de junho de 2013

Fotografe-se!

O dourado sai do céu bunito,
O home olha logo pro infinito.
Tu num sabe o qui vai acontecê.
Parece qui deus vai tentar falar cum você
Quando a nuvem bunita fica douradinha,
Por trás do prédio véio
E dos postes e das linha.
O céu branco e bunitinho
Vem si aproximando divagar,
Ti deixa doidin qui tu começa logo a pensar:
"Eita! Eu queria era tar lá!
Numa nuvem dessa navegar.
Cuma moça bonita aproveitar
O presente qui pra todos deus dá,
Viver no paraíso até o mundo acabá"
Quiria tu qui fosse assim.
Falo nem de deus, qui sei qui ele num é ruim,
Mas pra ir pra lá tem qui merecê.
Escute e olhe direitin ele falá cum você.
E si ele mostra todo dia um céu bunitin assim,
Tira uma foto.
Guarda aí na memória.
Qui assim, tu dá é felicidade
Pra deus, pra você e pra mim.