segunda-feira, 29 de abril de 2013

Românticos


Românticos são ultrapassados
Com sentimentos exagerados,
São dramáticos inveterados
E loucos apaixonados.

Somos eu, a Viajante e o Vander Lee.
O Falecido, a Cosmopolita e a Rita Lee.
A Lisianthus, o Apogaeis e o Jeneci.
O Bandeira, a Prima-Dona e o Machado de Assis.

A Duda, o Alencar e o Álvares de Azevedo.
O Castelo Branco, a Nínive e o Manuel de Macedo.
O Antunes, o Quintana e a Laís.
Lispector, Dilaércio e Júlio Dinis.

O Blunt, o Shakespeare e a Calcanhotto.
Nando Reis, Cazuza e Tony Bellotto.
Ana Carolina, Seu Jorge e o Bernardo Guimarães.
Chico, Caetano e Gonçalves de Magalhães.

Poderia eu passar a noite a recitar
Nomes e nomes, infindáveis como o mar.
Mas basta apenas que saibas leitor, 
Que pra ser romântico, nem precisa ser bom escritor.
Basta mostrar o que tens guardado no coração.
Deixe fluir o ar do romance e da emoção.
E quando sentires como é romântico ser,
Nunca mais com desencantado pelo mundo irás viver.