quinta-feira, 28 de março de 2013

Com uma simples viagem...

         Uma viagem se assemelha de tantas formas ao amor. Ficamos entre as nuvens, mas ainda sentimos o chão firme sob nossos pés. Não sentimos o vento bater em nosso rosto ou acariciar nossa pele, mas sentimos em nossos corações as nuvens passarem entre nossos dedos. Nos sentimos leves, intocáveis. E ficamos admirados com a vista, como se fosse aquele olhar de quem amas, pois é único e prende nossa atenção como se não houvesse nada mais belo. Não há nada que se assemelhe tanto ao amor como isso. Uma única viagem é como amar, sem realmente estar amando.